Quinta-feira, 1 de Junho de 2017

Vaginocracia

Isabel35.jpg

Acabo de assistir a uma cena deprimente. Em plena discussão entre dois indivíduos, um deles vira-se para o outro, esboça um silêncio, enfrenta o antagonista nos olhos e diz: “Vai-te Foder!” Este outro fica ruborizado de cólera, faz alusões pejorativas à mãe do outro e parte-lhe para cima (não no sentido sexual da coisa, mas no sentido de lhe espetar um distinto murro na digníssima tromba).

Esta discussão, a que eu assisti, deixou-me pensativo; obrigou-me a reflectir sobre a origem da expressão: “vai-te foder!”

Pensem comigo. Vivemos durante anos numa sociedade falocêntrica que tende a evoluir para uma vaginocracia (expressão deliciosa que por ser um lyncismo está submetida a direitos de autor!)

Gostemos ou não, qualquer gajo desde que se levanta até que adormece pensa em mulheres; o cérebro situa-se na piroca e no escroto são o nosso tico e teco, o órgão em que se centra a nossa reflexão! (excepção feita aos canibais, ou seja, aos gajos que só comem gajos).

Ora um gajo abdica de quase tudo por uma nutritiva rata e depois fica todo ofendido quando alguém lhe diz: “vai-te foder?!” O imbecil da história supra não respondeu um “sim, obrigado, a tua namorada ou a minha?” Resposta óbvia face à afirmação, mas partiu cobardemente para a violência!

Será que a expressão “vai-te foder” não subentende o sexo? Será que o “te” se refere a foder a si próprio? Ainda que seja, pensemos: ou entramos no intricado mundo do contorcionismo, ou o “vai-te foder” significaria auto descompressão manual! Justifica-se bater em alguém (que neste contexto NÃO significa masturbação) porque alguém te mandou “esgalhar o pessegueiro”?

Meus caros e ilustres machos lusitanos, pensem nisto; da próxima vez que alguém vos disser “vai-te foder!”, agradeçam, perguntem onde, quando e com quem, e divirtam-se! Como diz o cartaz: uma foda por dia não sabe o bem que lhe faria!

Publicado por Lynce às 14:49

link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito (2)

Mais sobre mim

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
28
29
30

Pesquisar

 

Utilidade Pública

Casa Fernando Pessoa
Ilustração Portugueza
Postais Antigos
Restos de Colecção

Blogolândia

A Desarrumada
A Gaffe das Avenidas
À esquina da Tecla
Miúda com Pêlo na Venta
A Vida de Diana
Alice Alfazema
Ana de Amsterdam
Art and Kits
As Redacções do Gui
Blogadinha dos Virtuais
Cafuné - Ella
Chic'Ana
Chover no Molhado
Coisas de uma Vida
Desabafos da Mula
Digitais da Alma
Dona-Redonda- Gábi
Estúpido Aluga-se
Golimix
Histórias de Mim
Lírio Selvagem
Moonlight
Mundo de Frida
Mundo Pink Poison
Nascer na Praia
Nem mais nem Menos
Noname
O da Inês
Os meus Idealismos
Pedacinhos de Mim
Percepções - Clau
Quarentona
Renascer aos 40
Retalhos de Sonhos
Rumo a Ti
Tempo Contado
Sobretudo Cansaço
Terrorismo nas Palavras

Fotoblogues

Elma Carneiro
Existe um Olhar
FlorBytes
Olhar em tons de Flash
Olhares em tons de Maresia

Pausa para Feminices

Brilhos da Moda
Ina - The Blog

Arte e Misticismo

Artes - Elma Carneiro
Ponderável
Universo Racionalista

Paraíso do Pecado

E Deus criou a Mulher
Pecado Original

Sacrilégios

Dark
Delírios de Amor e Sexo
Eróticas e Femininas
Metamorfose de um Desejo
Paloma
Prazeres e Carinhos Sexuais
Trilhos do Lobo
Transpondo_Nus

Favoritos

A Gaffe a escaldar

Livro: Receitas de Amor p...

conversas de rua

One Smile a Day com.. as ...

Coisitas parvas #12

Descansar...

Sintam o novo som do Carl...

Maneiras que é isto

Viver...

O da Inês foi destaque

Arquivos

Observadores



Dias Online
blogs SAPO

subscrever feeds