Sábado, 11 de Março de 2017

Carta aberta

Cara gaja

Espero que te encontres mal. Espero mesmo que os próximos meses não te traga grande merda. Que o mal que fazes aos outros volte direitinho para ti, a dobrar. Que um dia proves o sabor do teu próprio veneno e morras lentamente. 

Agora, que finalmente te consigo detestar, coisa que não está presente no meu código genético, tenho que elaborar uma lista se não quiser deixar nada de fora. Mas nem vou perder tempo a fazê-lo. Só queria dizer que ganhaste. Que a guerra acabou. Mas a tua vitória não terá o gosto dos vencedores. Ganharás por desistência do teu adversário. Acabaram-se as manipulações, o ciúme patológico, as perseguições, o controlo desmesurado, a possessividade.

Qual abutre, não voltarás a controlar mais os meus movimentos, a estudar-me os passos, em surdina, como boa cobarde que és. Não voltarei mais a olhar para a tua cara e a lembrar-me da merda que foste, do mal que me fizeste. Hoje, metes-me nojo!  Não sei de onde vem esse teu "arrependimento" e porque o fazes agora, nem como aconteceu, mas sinto-o com total desprezo.

É óbvio que também cometi erros. Principalmente por ter acreditado que eras mais e melhor que eu e ter permitido que me manobrasses. Mas acabou. Estou certo que, com a tua sensualidade e o teu poder de sedução, facilmente arranjarás nova presa a quem sugares a alegria, para, que assim, possas apaziguar as tuas tormentas, os teus pesadelos e te esqueças do vazio que és.

Vai à tua vida, gaja, não podes fazer parte do meu mundo, só quando te lembras de mim! 

Publicado por Lynce às 20:36

link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito (1)

Mais sobre mim

Pesquisar

 

Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
16
17
20
22
23
28
29
30
31

Utilidade Pública

Casa Fernando Pessoa
Ilustração Portugueza
Portugal em Postais Antigos
Restos de Colecção

Blogolândia

À esquina da Tecla
A Alma da Flor
A Minha versão do Mundo
A Miúda com Pêlo na Venta
A Vez da Maria
A Vida de Diana
Alice Alfazema
Ana de Amsterdam
Art and Kits
Asas dos Versos
Atitude
Blogadinha dos Virtuais
Cafuné - Ella
Chic'Ana
Coisas de uma Vida
Contempladora Ocidental
Curiosidade Feminina
Devaneios Indeléveis
Duas Mulheres & Meia
Flor de Jasmim
Interioridades
Histórias de Mim
Jardins de Afrodite
Letras e Sensações
Lírio Selvagem
Lua Singular
Luz dos Olhos
Moonlight
Mundo de Frida
Nada de Coisa Nenhuma
Nascer na Praia
Nem mais nem Menos
Noname
No meu Quarto andar
O Fumo do meu Cigarro
O Sítio das pequenas Coisas
Os meus Idealismos
Pensamentos de uma Gaja
Pedacinhos de Mim
Percepções - Clau
Pó de giz no Quadro
Quarentona
Retalhos de Sonhos
Semblante das Dez
Sinto-te a Falta
Sublimes Pensamentos
Tempo Contado
Teia de Folhas de Papel
Um blogue Diferente

Fotoblogues

Elma Carneiro
Existe um Olhar
FlorBytes
Maria Paciência
Olhar d' Ouro
Olhar em tons de Flash
Olhares em tons de Maresia

História, Arte e Misticismo

Artes - Elma Carneiro
Ponderável
Universo Racionalista

Paraíso do Pecado

Desejos Intimos
E Deus criou a Mulher
Pecado Original
Sensualidades

Favoritos

Março dia 26 - Mulheres v...

Chuva abençoada!

assim você me mata

Smile

Devia ser assim

Osmoses e merdas (só falt...

Daquele jeitinho...

One Smile a Day com.. a M...

As sombras da tarde

Palermice do dia

Sacrilégios

Afinal o Amor
Aventuras de um gajo casado
Dark
Delírios de Amor e Sexo
Eróticas e Femininas
Metamorfose de um Desejo
O Sussurrar do Corpo
Prazeres e Carinhos Sexuais
Trilhos do Lobo
Transpondo_Nus

Arquivos

Observadores

Visitante(s) em Linha
blogs SAPO

subscrever feeds